Quando o assunto são melhores destinos da América do Sul pode esperar muita diversidade. Entre  praias e desertos, cidades históricas e lugares com paisagens inacreditáveis, não faltam opções super boas de cidades para conhecer na América do Sul. Este guia vai te provar que você não precisa ir para outro continente para fazer viagens absolutamente incríveis. E melhor ainda: geralmente são lugares mais baratos para viajar do que indo para a Europa ou Estados Unidos, ainda mais em época de alta do dólar. Então anota aí os nosso destinos imperdíveis no mapa da América do Sul.

Rio de Janeiro, Brasil

Rio de Janeiro, Hostel, Meiai

Impossível fazer um roteiro com os melhores destinos da América do Sul e não falar do Rio de Janeiro, aa cidade com o título de “Maravilhosa”! A natureza não poupou esforços para deixar essa cidade brasileira linda e colocou mar e montanha lado a lado em perfeita harmonia. Além da beleza natural, com cerca de 30 quilômetros de orla contornada por calçadões e ciclovias, tem o Cristo Redentor, o Pão de Açúcar, o Maracanã e o estilo de vida do carioca, sempre alto -astral. Convenhamos? Mais que um cartão-postal, o Rio é um estado de espírito! E isso são apenas algumas das coisas que pode ver e fazer no Rio.

Se for visitar o Rio de Janeiro , além dos lugares turísticos não deixe de tomar um belo açaí, como os cariocas fazem no final de tarde pós praia em uma casa de suco do bairro. Visite as praias mais afastadas das populares da Zona Sul, como a Prainha e Grumarí, na Zona Oeste da cidade.

E quando procurar hospedagem, mochileiro que se preze tenta fugir da mesmice, certo? Ao invés de procurar um hostel em Copacabana ou Ipanema, uma boa sugestão seria no bairro descolado da cidade, Botafogo! Com muitas opções de bares, restaurantes e eventos culturais. Vale dar uma passada no bar intimista que também é projeto comunitário com espaço de exposição, Comuna e comer o melhor hambúrguer da cidade.

Uma opção interessante no bairro é o Meiai Hostel, que fica na calma Rua Guilhermina Guile. Com classificação 8.7 na opinião dos mochileiros que já se hospedaram por lá, o hostel fica a poucos passos das ruas mais movimentadas de Botafogo, perto de bares, supermercados e com transporte público para todos os cantos da cidade.  O Meiai ainda conta com café da manhã grátis, jardim externo e o Guilhermina, um bar / restaurante dentro do hostel.

Mendoza, Argentina

Mendonza, Hostel, Gorilla

Mendoza é uma cidade animada ao leste do Monte Aconcagua, o pico mais alto do hemisfério ocidental. Viajantes, mochileiros e aventureiros são seduzidos pelas oportunidades de escalar, esquiar, caminhar e fazer rafting, mas Mendoza é muto conhecida por seus vinhedos e por ser um destino na América do sul em que você pode ter uma viagem tranquila para descansar e relaxar. São mais de mil vinhedos na área, mas “somente” 120 abertos à visitação. A cidade sul americana conta com 52 praças e 3 parques e todas as ruas são cercadas de plátanos! Lindo demais.

Transporte público lá é barato e dá pra ir pra tudo quanto é lugar, sem precisar de empresas de turismo. Pegue um ônibus de linha para Coquimbito , por exemplo, que é uma região nos arredores da cidade cheia de vinícolas (“bodegas”, em espanhol), alugue uma bike e faça o percurso por lá…é plano, tranquilo e, depois de algumas degustações, bem divertido!

O Gorilla Hostel Mendoza é uma opção para viajantes que querem sossego, mas sem ficar longe do fervo!  Apenas a 150 metros da Rua Aristides Villanueva, famosa por sua vida noturna, por sua grande variedade e bares gastronômicos. 5 minutos a pé da bela Parque General San Martín e do centro da cidade.

Santa Marta, Colômbia

Santa Marta, Hostel, La Guaca

Santa Marta e é um dos pontos turísticos mais visitados da Colômbia, pois consegue reunir as atrações favoritas dos turistas quando viajam pela América do Sul: Cultura, florestas e praias. Se você procura praias mais azuis do que do Caribe e gigantes cadeias montanhosas como plano de fundo, esse é seu lugar.

Tem que conhecer o Parque Nacional Natural Tayrona, com 12 mil hectares de vegetação intocada e centenas de espécies de animais (muitos em risco extinção). Considerado um dos lugares mais bonitos da Colômbia, o local era o lar do povo indígena Tairona até meados do século 15. Mesmo hoje pode-se ver seus sítios arqueológicos, como o Pueblito Chairama, considerado local sagrado para os indígenas da região e onde vários deles ainda vivem em cabanas. São várias opções de trilhas por dentro do parque, sempre com paisagens deslumbrantes, seja a pé ou a cavalo (que é possível alugar na entrada). Sem contar as lindas praias como Cabo de San Juan, La Piscina e a Playa Brava (esta exclusiva para nudistas)

O La Guaca Hostel é uma ótima pedida! Com 8.9 de aprovação dos viajantes, essa mansão remodelada muito perto do centro histórico de Santa Marta, fica em uma área segura da cidade e está perto de uma variedade enorme de restaurantes e centros comerciais.

Montevideo, Uruguai

Montevideo, Ukelele, Hostel

Uruguai é um país que, por ser muito perto do sul do Brasil, é possível ir até por exemplo, Porto Alegre de avião e depois pegar um ônibus pra qualquer destino do litoral Uruguaio. Parece bobo incluir visitas à  praças num roteiro com melhores destinos na América do Sul, mas quando for a Montevideo conheça a Plaza Matriz, Liberdad e Independencia. Essas três ficam no centro e são muito lindas. Feiras de artesanato, Wifi gratuito (e sim, eles funcionam e são excelentes!), museus e muitas opções para comer estão presentes nas três. A Cidade Velha é um charme só. Tem o Mercado do Porto, onde tem os melhores restaurantes de carnes típicas, ruazinhas cheias de arte nos muros, museus e vários monumentos históricos ao redor.

Montevideo é também uma cidade de praia, só que com um rio! O Rio de la Plata tem uma orla gigante e está em todos os bairros da cidade. As praias mais legais são as de Pocitos e de Carrasco.

Na hora de escolher sua acomodação, o Ukelele Hostel pode ser uma boa pedida. Os caras tem uma ótima localização, preço e piscina! Bom pra fazer amizades com mochileiros de todo o mundo tomando uns bons drinks e se refrescando, né?

Santiago, Chile

Santiago, Hostel, Che Lagarto

Santiago, a capital do Chile, tem uma das vistas mais privilegiadas das cidades sul americanas. De quase todos os pontos, você consegue avistar a Cordilheira dos Andes, o que torna todo passeio mais bonito e charmoso. Meio cosmopolita, meio tradicional, a cidade com ares europeus tem de tudo: vida boêmia para quem curte e ótimas opções para quem quer é mais do dia, com belos parques municipais e museus abertos, tradição de um povo 90% católico, junto com a modernidade característica de grandes metrópoles.

Não dá para ir para o Chile e não visitar uma vinícola. A Cocha y Toro é um lugar que não precisa de agência de turismo pra te levar. Dá pra pegar o metrô e depois um taxi pra completar o caminho. Na volta tem vans gratuitas da própria vinícola pra te levar até o metrô.Tem que tomar o sorvete da Heladería Emporio La Rosa, considerada uma das 25 melhores sorveterias do mundo! O sorvete de rosas brancas é o clássico do local.

Na hora de se hospedar, o Che Lagarto Hostel Santiago, tem 9.0 de aprovação dos viajantes com localização privilegiada, confortável, bem equipado e bem cuidado. Ótima relação custo-benefício!

Machu Picchu, Peru

Machu Picchu, Hostel, Ecopackers

Um dos sítios arqueológicos mais importantes do mundo, a Unesco  descreve Machu Picchu como “o legado tangível mais significativo da civilização inca”. Acredita-se que a cidadela tenha sido erguida no século XV e abandonada após a chegada dos conquistadores espanhóis ao Peru. Esse tesouro da América do Sul é uma impressionante obra de arquitetura, da história e de misticismo para quem é do misticismo.

A cidade recebe todos os dias milhares de visitantes. Mochileiros, montanhistas, e trekkeiros percorrendo a Trilha Inca ou a Trilha de Salkantay a pé.Chegar a Machu Picchu pelo alto das montanhas, em tours leva 4 ou 5 dias. Mas se você não está em busca de aventuras, relaxa! Existem opções mais ~ sedentárias~ para visitar o local. Não se esqueça que para visitar Huayna Picchu, você deve comprar os tickets com antecedência já que o número de ingressos à venda é limitado.

Uma boa opção de hostel é o Ecopackers Machupicchu, que fica entre a estação de trem Aguas Calientes e da estação rodoviária, tornando muito mais fácil para você se locomover. Além da nota 8.2, mesa de sinuca, café da manhã grátis, bar, restaurante…

Sucre, Bolívia

Sucre, Hostel, CasArte Takubamba

Com um estilo colonial, essa  cidade de América Latina foi declarada Patrimônio Mundial da Humanidade pela Unesco, em 1991. Sucre, com suas construções históricas, e ruas estreitas, aos poucos nos revelam o porquê de ser conhecida como “Cidade Branca”. Apesar do governo ter se mudado para La Paz no final do século 19,  na constituição a cidade continua a ser considerada capital do país. Foi lá, inclusive, que proclamaram a independência da Bolívia.

O centro histórico de Sucre é uma graça.Tem canteiros de flores bem cuidados,casarões coloniais bem preservados, conventos, igrejas e museus centenários. Todos claro, brancos, o que dá um charme especial ao local. A Catedral de Sucre e a fachada do Convento San Felipe Neri são obras de arte.

Não deixe de visitar o Museo de La Catedral, onde fica a linda capela da Virgem de Guadalupe, a dourada igreja Nuestra Senora de La Merced e bater perna pelo Mercado Central. Essa cidade da América do sul, também é famosa pelo seu chocolate e abriga dezenas de docerias, como a deliciosa Para Ti . Uma barrinha de chocolate com quinua e um café são a pedida certa no fim de tarde.

A dica de hospedagem é o Hostal CasArte Takubamba, antes de ser um hostel, os avós dos donos, viviam na casa que foi restaurada e se tornou um Guesthouse onde você pode relaxar e conhecer um pouco dos artistas locais, já que o hostel conta com  uma pequena galeria de arte.

Baños, Equador

Banos, Hostel, Princesa Maria

Baños é um dos principais destinos turísticos do Equador e tem muito a oferecer aos viajantes e mochileiros. A cidade de 50 mil habitantes, ao norte de Quito, fica em um vale cercado de montanhas, com várias fontes de água termais, afinal, estamos perto do vulcão em atividade, Tungurahua, conhecido como “gigante negro” que entrou em erupção em 1999 e desde então, com maior ou menor intensidade, cospe lava e fumaça. Na cidade também fica o mundialmente conhecido balanço ‘do fim do mundo’ em uma casa na árvore, 2.600 m acima do nível do mar que se projeta sobre um abismo. Tem que ter coragem pra se balançar! No local, em uma casa simples, mora um senhor de mais de 70 anos, que monitora a atividade do vulcão e recebe os turistas, dando explicações sobre sismologia.

Mas essa não é a única aventura que a cidade te proporciona! Baños é conhecida pelos esportes de aventura e na natureza, como as várias opções de tirolesa, rafting, cavalgadas e trilhas. As agências de Baños alugam bicicletas, cavalos e bugues para você poder aproveitar tudo. Cercada por cascatas, quase todas as agências oferecem um passeio de chiva, que nada mais é pessoal do que o pau de arara equatoriano! Passando pela Rota das Cascatas, por diversas quedas d´água até chegar a maravilhosa Cascada Machay. A cidade ainda é porta de entrada para a Amazônia se você quiser dar uma chegadinha lá.

O hostel Princesa Maria é uma opção linda e com 9.3 de aprovação dos viajantes. Tem um pequeno jardim cheio de flores exóticas como orquídeas, anturiums e outras flores especiais e plantas raras.

Cartagena, Colômbia

Cartagena, Hostel, El Viajero Hostal

A cidade foi imortalizado por Gabriel García Marquéz no livro “O Amor nos Tempos de Cólera” e atrai pela riqueza cultural e pelo colorido dos sobrados! De frente para o Mar do Caribe, cinco séculos de história fazem de Cartagena uma das cidades mais interessantes da América do Sul. Com uma muralha que já foi sua proteção contra o avanço dos piratas, igrejas seculares, sobrados  e a própria casa rosada, do escritor Gabriel García Márquez, mesmo fechada para visitação, se tornou ponto turístico. Se você é um aficionado em redes sociais e adora postar fotos no instagram, vai se apaixonar pela cidade e produzir muito material para likes! O centro histórico tem hotéis instalados em antigos conventos, cafés, bares e restaurantes espalhados por ruelas em que é possível passear em carruagens puxadas por cavalos.

No fim da tarde, a boa é assistir ao pôr do sol no Café del Mar, um bar e restaurante construído sobre a muralha, uma das atrações do centro histórico.Uma visita ao Castelo de San Felipe é programa obrigatório, mas faça isso de manhã, perto do meio-dia, o calor já  torna a subida insuportável. Na Praça de Santo Domingo está uma escultura de Fernando Botero, conhecida como la Gorda Gertrudis. Reza a lenda que quem toca nas nádegas de La Gorda de 650 quilos terá sorte na vida. Passar a mão nos seios de bronze garante um casamento! Não custa tentar, né?

Uma boa dica de hospedagem é o El Viajero Cartagena Hostel, uma bela casa colonial do século XIX, com dois grandes pátios, um bar com boa música e cocktails, salsa, bachata e champeta e também atividades noturnas em um ambiente descontraído e divertido.

Diamantina, Brasil

Diamantina, Minas Gerais

Diamantina é uma cidade histórica de Mina Gerais e patrimônio da Humanidade. A cidade, que abriga casarões de estilo barroco, fica no Vale do Jequitinhonha, a 300 km de Belo Horizonte, com paisagens de montanhas rochosas e vegetação típica de cerrado, foi parte importante do processo de exploração de ouro e diamante. No Garimpo Real, 9 km de Diamantina é possível conhecer os costumes dos garimpeiros e a maneira tradicional usada na busca dos diamantes, sem produtos químicos. O forte de Diamantina são as várias cachoeiras, com destaque para Sentinela, dos Cristais, da Toca, das Fadas, e Três Quedas.

A cidade é muito musical e lá acontece a Vesperara, um concerto aonde os músicos da cidade se apresentam com seus instrumentos das sacadas e janelas dos casarões e o público assiste tudo ao ar livre no largo da Rua da Quitanda. Se você gosta de carnaval, Diamantina também pode ser a sua escolha! Durante essa época do ano a cidade enche e tem festa até altas horas.

Com esse roteiro incrível da América do Sul é só escolher o destino e planejar sua viajem!

Por: Nuta Vasconcellos

Deixe seu comentário

comentários